DIU - Dispositivo Intrauterino - Guia Completo

Um guia completo sobre tudo o que você precisa saber sobre esse método contraceptivo - como funciona, eficácia, duração, vantagens e desvantagens, preços e muito mais.

Existem muitos motivos para a utilização de métodos contraceptivos, desde evitar uma gravidez indesejada ou, até mesmo, por problemas hormonais. Para mulheres que buscam um método mais duradouro, prático, ou se você é daquelas mulheres que precisam de lembretes, alertas no celular para não esquecer a hora de tomar a pílula, o DIU é uma excelente opção.


O DIU ou Dispositivo Intrauterino é um dos contraceptivos reversíveis mais utilizados no mundo, mas no Brasil ainda não é tão popular, menos de 5% das mulheres em idade fértil utilizam o método.


Mas afinal o que é o DIU?


O DIU ou dispositivo intrauterino é um método contraceptivo do grupo dos LARCs, sigla em inglês para Método Contraceptivo de Longa Duração. Se trata de uma pequena estrutura em forma de T, que deve ser inserida dentro do útero e previne a gravidez através de diferentes mecanismos. Sua eficácia acima de 99% (com taxas de falha na vida real semelhantes à esterilização cirúrgica feminina), muito superior a de pílulas anticoncepcionais, está ligada principalmente ao fato de não depender da paciente para agir, ou seja, não há risco de esquecimento.


Existem hoje no mercado brasileiro, duas opções de DIU, sendo elas o de cobre e o hormonal. Uma das maiores vantagens dos dois tipos de DIU é que você fica “livre” por um período longo, de 5 a 10 anos, da necessidade de se preocupar com métodos contraceptivos, o que fazem deles uma das opções mais práticas disponíveis no mercado.

Outra vantagem desse método é que o DIU te protege de uma eventual falha de uso, por exemplo, quando você esquece de tomar a pílula anticoncepcional ou faz uso dela simultaneamente com algum remédio que diminua sua eficácia. Se a sua opção for pelo DIU hormonal, poderá haver ainda uma diminuição significativa ou até mesmo a interrupção do fluxo menstrual, o que é ideal para mulheres que sofrem com cólicas menstruais e outros efeitos da tensão pré-mesntrual (TPM) – mas explicaremos mais sobre isso ao longo do post.


Tipos de DIU:

  • DIU de cobre ou DIU de Cobre e Prata: é feito de plástico, mas revestido somente com cobre ou com cobre e prata;

  • DIU hormonal ou DIU Mirena: contém um hormônio, o levonorgestrel, que vai sendo liberado no útero após a sua inserção


Dispositivos Intrauterinos de Cobre e Hormonal


DIU de Cobre

O DIU de cobre são pequenas estruturas feitas de polietileno (plástico) e revestido de metal, suas formas mais são em T ou de Y. Tem cerca de 3,0 / 3,5 cm em suas hastes horizontais e verticais. A haste vertical é envolvida por um filamento do metal cobre. Por efeito da "dissolução" lenta deste filamento, são eliminados íons de cobre que ocasionam alterações no endométrio, no muco cervical (canal uterino), e também na motilidade das trompas e do útero, promovendo um ambiente hostil para o espermatozoide impedindo a fertilização do óvulo, ou seja, uma gestação.


Dispositivo Intrauterino de Cobre

Indicações para o uso do DIU de Cobre:

  • O DIU de Cobre deve ser a escolha para a mulheres que não querem ter redução do seu fluxo menstrual habitual. O DIU Hormonal, por conter progesterona, pode alterar o fluxo menstrual e provocar sangramentos de escape.

  • O DIU de Cobre é a melhor opção para mulheres que precisam evitar hormônios exógenos, como nos casos de pacientes com câncer de mama nos últimos 5 anos.

  • Mulheres que desejam uma contracepção muito longa, podem preferir o DIU de Cobre, pois este, após implantado, pode permanecer no útero por até 10 anos, ao contrário do DIU Hormonal que precisa ser trocado com 5 anos.

  • O DIU de cobre pode ser usado como contraceptivo de emergência se for implantado dentro dos 5 primeiros dias após a relação sexual desprotegida. O DIU de cobre é mais efetivo que a pílula do dia seguinte.

  • O DIU de cobre é muito mais barato que o DIU Hormonal.


Vantagens:

  • Baixo custo;

  • Tem vida útil de até 10 anos;

  • Não perde a eficácia devido à utilização de outros medicamentos.

  • Está disponível no SUS


Desvantagens:

  • Aumento do fluxo menstrual;

  • Cólicas menstruais mais intensas ou com maior frequência.


DIU Hormonal

O DIU Hormonal, tem as mesmas dimensões e também é feito com um derivado do polietileno (plástico). Possui forma parecida com um T além de produzir reações inflamatórias no útero, possui em sua estrutura o hormônio progesterona. Esse é liberado aos poucos e uma pequena quantidade pode ser absorvida pela corrente sanguínea, porém, o hormônio restringe-se mais ao útero. Sua atuação se dá da mesma forma como o DIU de cobre, causando alterações no útero que impedem a gravidez.



Dispositivo Intrauterino Hormonal

Indicações para o uso do DIU Hormonal:

  • O DIU Hormonal deve ser o preferido das mulheres com grande fluxo menstrual, que desejam reduzi-lo, pois a progesterona tem esse efeito. Em algumas mulheres, o DIU Hormonal consegue interromper totalmente a menstruação.

  • O DIU Hormonal também ajuda a controlar as cólicas menstruais, principalmente naquelas mulheres com dismenorreia moderada a grave.

  • Mulheres com endometriose também se beneficiam do uso do DIU hormonal.

  • O DIU Hormonal também parece ter efeito protetor contra o câncer de endométrio, sendo uma boa opção para as mulheres que fazem uso de estrogênio ou análogos.


Vantagens

  • Redução ou, até mesmo, suspensão total do fluxo menstrual;

  • Ajuda na prevenção do câncer no endométrio;

  • Ajuda mulheres no início da menopausa ou com endometriose.


Desvantagens

  • Presença de hormônios;

  • Pequeno aumento de peso;

  • Suspensão da menstruação;

  • Sangramentos de escape.

  • Possibilidade de mudanças de humor ou alteração na libido;

  • Valor relativamente alto;

  • Eficácia pode ser afetada pelo uso de alguns fármacos.


Dependendo do tipo, o DIU pode ter outras vantagens e desvantagens para cada mulher. A escolha do melhor método contraceptivo, seja ele DIU ou não, deve ser sempre alinhada com o Ginecologista, visando sempre ao que o corpo de cada paciente melhor se adapta.


Como é feita a colocação do DIU?


Após consultar seu Ginecologista, e tirar todas as suas duvidas sobre o DIU, o mesmo durante a consulta, fará uma avaliação do seu histórico médico e solicitará exames para descartar uma gravidez e detectar a presença de eventuais doenças que contraindiquem a colocação do DIU.


Se tudo estiver bem, você poderá dar andamento ao procedimento para a colocação do DIU.


O processo de colocação do dispositivo é rápido e pode ser realizado em o consultório médico. Em primeiro lugar, o ginecologista realiza uma limpeza do colo do útero para afastar qualquer risco de infecção. Depois, o médico faz uma avaliação da cavidade uterina e, com a ajuda de um espéculo, abre o canal vaginal para posicionar o DIU, que vem acompanhado de um aplicador, no fundo do útero.


O DIU fica implantado dentro do útero e uma fina cordinha ligada à extremidade inferior do dispositivo fica localizada dentro da vagina para servir de suporte no momento da extração do DIU. Esse fio é muito fino e fica muito próximo à saída do colo do útero, não sendo, portanto, perceptível pelo parceiro em caso de relação sexual.


Introdução do DIU no Útero

O procedimento, em geral, é simples e indolor, podendo trazer apenas um leve incômodo para a implantação, porém, esta é uma questão que depende da sensibilidade de cada mulher a dor. O mesmo ocorre na retirada do DIU, um procedimento também simples e em geral indolor.


Após à colocação do DIU, é possível que você sinta algumas cólicas, mas isso também não é uma regra, já que muitas mulheres não sentem nenhum tipo de incômodo. Depois disso, você não deve sentir a presença do DIU no organismo. Se isso acontecer, é importante procurar o ginecologista que realizou o procedimento, afim de avaliar o posicionamento do DIU e tomar as medidas necessárias.


Em algumas condutas médicas, o profissional pode solicitar uma ultrassonografia transvaginal para verificar se o posicionamento do DIU está de maneira correta.


Qual a taxa de eficácia dos métodos?


Nenhum método contraceptivo é 100% eficaz, mas as taxas de falha dos DIUs são realmente baixas, quando analisamos a eficácia dos métodos. O fato de não exigirem uma ação diária ou regular da usuária garante uma eficácia maior quando comparados com os outros contraceptivos, principalmente no chamado uso típico.


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), os DIUs apresentam as menores taxas de falha sendo o Hormonal 0,2%) e o de Cobre (0,8%).

  • DIU de cobre: uma gravidez em cada 125 mulheres que utilizaram o método durante um ano;

  • DIU com hormônio: uma gravidez em cada 500 mulheres que utilizaram o método durante um ano.

Se você comparar com os outros métodos, por vezes mais conhecidos e utilizados, fica mais nítida a diferença: A taxa de falha média no uso típico da camisinha é de 18 a 21 gravidezes por um ano em cada 100 mulheres e da pílula hormonal 9 gravidezes em cada 100 mulheres que usaram o método.


Preservativos - Masculino e Feminino

IMPORTANTE: O DIU previne apenas de gravidez indesejada, esse método não previne doenças sexualmente transmissíveis – para tais prevenções sempre utilizar Camisinha, seja ela Masculina ou Feminina.


Valores


Os Dispositivo Intrauterino podem ser comprados em farmácias e os valores podem chegar até aos R$1.000,00 – esses valores são apenas do produto, ainda existem os custos dos honorários médicos para colocação e valores de consulta.


Conforme determinação da ANS (Agência Nacional de Saúde), alguns planos de saúde (convênios) cobrem o custo total do tratamento e algumas clínicas e distribuidores facilitam o pagamento do produto.


Para o DIU de Cobre, além da determinação da ANS, também é oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).


Bônus:

Dúvidas frequentes sobre DIU:


O DIU pode se deslocar ou sair sozinho?

Durante a menstruação o útero, que é um músculo, pode se contrair, alterando a posição do DIU e até mesmo expulsando-o. Por isso, seu monitoramento deve ser constante. Contudo, uma vez dentro da cavidade este terá sua ação contraceptiva mantida. O ideal é fazer ultrassons semestrais, nos primeiros anos, para verificar a posição do dispositivo e constatar se a mulher ainda está protegida de engravidar.


O DIU é abortivo?

Não é abortivo, ele é um método contraceptivo que, por sua presença física e efeitos no útero, impede o encontro do óvulo com o espermatozoide, ou seja, atua antes da fecundação.


O DIU interfere nas relações sexuais?

O DIU não traz dor ou incômodos nem durante a relação e nem no dia a dia da mulher.


O DIU influencia na menstruação?

o DIU hormonal diminui ou cessa a menstruação em 80% dos casos. Já o DIU de cobre pode intensificar o fluxo menstrual e até causar mais cólicas.


O efeito do DIU após a colocação é imediato?

O DIU já protege a partir do momento em que ele é colocado.


Posso realizar a retirar do DIU a qualquer momento?

O DIU pode ser retirado a qualquer momento sem causar nenhum tipo de prejuízo à sua fertilidade.


Esperamos que tenha sanado todos as suas principais dúvidas referentes aos Dispositivos Intrauterinos, como mencionado anteriormente, é muito importante a orientação médica na hora de escolher o método contraceptivo para avaliar qual será o mais vantajoso para você.


Caso tenha alguma dúvida e queria agendar uma consulta com nossas Ginecologistas, entre em contato através do telefone 11 2295-3030 ou agende via whatsapp 11 94386-8505 - A Clinica SM está localizada na Rua. Tijuco Preto, 393 cj 57, bem próximo do Metrô Tatuapé


#DIU #SIU #DispositivoIntrauterino #ginecologista #Prevencao #vidasexual #intimidade #ClinicaSM #MedicaDaMulher #ginecologista #obstetricia #obstetria #ginecologia #ginecologistatatuape #GinecologiaZonaLeste #Orientacao #ConsulteSempreSeuMedico

Especialidades

Obstetrícia
 

Ginecologia
 

Colposcopia e Vulvoscopia

Infertilidade
 

Tratamento HPV

Consultório

Fazemos consultas particulares e por convênios.
 

Rua. Tijuco Preto, 393 cj 57 

Tatuapé, São Paulo - SP

Contato

     11 94386-8505

     11 2295-3030

Redes Sociais